Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente
Início do conteúdo
Você está aqui: Página inicial > Serviços e Informações > Pagamento de Tributos > Alteração de Guia de Arrecadação (GA) ou de Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE)
RSS
Pagamento de Tributos

Alteração de Guia de Arrecadação (GA) ou de Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE)

Descrição do serviço

Pagamento de Tributos - Alteração de Guia de Arrecadação (GA) ou deGguia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE).

Quando verifica-se que houve erro no preenchimento da Guia de Arrecadação ou GNRE - Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais - e o pagamento já foi efetuado, o contribuinte deve solicitar a correção/alteração dos referidos documentos.

As principais inconsistências nas Guias de Arrecadação são:

a) Número de inscrição no CGC/TE inválido;

b) Erro de preenchimento no campo "REFERÊNCIA";

c) Código de arrecadação errado;

d) Data do vencimento errada;

e) Parcela do parcelamento errada;

f) Pagamento em duplicidade.

 

O contribuinte inscrito no CGC/TE deverá encaminhar o formulário e os documentos relacionados abaixo por meio de abertura de Protocolo Eletrônico. Após os documentos serem devidamente incluídos, será gerado um número de protocolo eletrônico para acompanhamento.

Quando o recebimento e análise for concluído, a Receita Estadual informará, no próprio e-CAC, em "Meus Serviços" / "Protocolo Eletrônico" / "Acompanhamento de Protocolo Eletrônico" a decisão em relação ao pedido encaminhado, se atendido ou não atendido.

 

Usuário

Pessoa física e jurídica.

 

Prazo para realização do serviço

Até 5 (cinco) dias úteis.

  

Forma de prestação do serviço

  • Empresa inscrita no CGC/TE: Por meio de abertura de Protocolo Eletrônico, no Portal e-CAC da Receita Estadual, em “Meus serviços” / “Protocolo Eletrônico - Novo Protocolo Eletrônico” / "Solicitação de Alteração de Guia de Arrecadação (GA ou GNRE)”. O serviço está disponível para os CPFs que possuem vínculo com o contribuinte inscrito no cadastro da Receita Estadual (Sócio, Administrador, Contabilista ou com “Autorização Eletrônica” específica para o protocolo eletrônico). Para acessar o passo a passo de autorização eletrônica, clique aqui

 

  • Pessoa física e empresa não inscrita: Presencial - Dirija-se à unidade de atendimento da Receita Estadual à qual se vincula o estabelecimento do contribuinte.

Verifique no link abaixo os locais e horários de atendimento das Unidades da Receita Estadual:

Locais de atendimento.

Atenção! No período de contingência, em função da epidemia de coronavírus, os serviços que são executados exclusivamente na forma presencial deverão ser protocolados por meio de envio de documentos ao email de contingência. Para mais informações, clique aqui.

 

Documentação

1- Formulário de Requerimento de Retificação de GA e GNRE (em 2 vias no caso de pedido via balcão) (clique aqui); 

Obs. No caso de erro na informação do contribuinte, o pedido de correção terá que ser efetuado pela empresa identificada no documento de arrecadação.

Obs²: Campo 5 – Preencher com os dados de quem assinou (Sócio, Procurador, contador etc.)

2- Comprovante de Capacidade de Representação – Estatuto Social completo atualizado e ata de eleição do Diretor para administração da sociedade, em caso de sociedade anônima; ou instrumento social e alterações com cláusula de administração vigente, em caso de sociedade que não seja anônima; ou documento de identidade, em caso de empresário individual ou pessoa física;

3- Guia Paga - Guia de Arrecadação com a comprovação de pagamento;

4- Procuração - Caso o formulário seja assinado por procurador da empresa, anexar procuração (assinada digitalmente no caso de pedido via protocolo eletrônico).

 

Orientações quanto ao pedido encaminhado via protocolo eletrônico: 

-Os documentos, com tamanho máximo de 16 MB, deverão ser anexados no Protocolo Eletrônico nos locais e formatos indicados, podendo ser  PDF, XLS, XLSX e P7S, conforme o caso (as orientações sobre extensões permitidas constam junto aos documentos, no próprio serviço de protocolo eletrônico).

-Podem ser incluídos no máximo 20 arquivos em cada campo.

-Os documentos relacionados nos itens 1 e 4 acima deverão ser assinados digitalmente. Para isso, é possível inserir os arquivos nos formatos PDF, XLS ou XLSX, e assiná-los no próprio e-CAC; ou em formato P7S, a partir de um arquivo previamente assinado conforme orientações disponíveis no serviço Assinatura digital - Passo a Passo, (clique aqui).

Obs.: Os poderes de representação de quem assinou os documentos serão posteriormente analisados pela Receita Estadual.

 

Legislação aplicada

INSTRUÇÃO NORMATIVA DRP Nº 045/98, Título III, Capítulo X, 2.0

Endereço da página:
Copiar
Receita Estadual